20 de ago de 2008

Deus e o Mal


Deus e o Mal
Upload feito originalmente por Menga Designer

Por que existem bactérias, terremotos, pestes e fomes? Por que existem guetos, segregações e bombas de hidrogênio? Se Deus é soberano e bom por que Ele permite que aconteçam essas coisas? Ou seria o homem o responsável pelo mal no mundo? Que teria o cristianismo a dizer sobre tudo isso?

Este livro pelo Dr. Fitch surgiu de uma urgente preocupação pastoral, desejoso de falar de forma bíblica. Sustentando que a Bíblia trata incisivamente desta questão de Deus e o mal, e que ele mostra o caminho da libertação do mal. Dr. Fitch procura ser fiel, em todos os pontos, no ensino das Escrituras para conduzir seus leitores a uma compreensão melhor delas.

MINHAS IMPRESSÔES:
Este foi um dos melhores livros que já li em minha vida. Eu recomendo a todos que têm o amor por conhecer o Deus soberano. Leia este livro com coração humilde e manso. Seja sincero em suas conclusões.

Se deseja ter uma vida sem medos, "fantasmas" e conceitos humanos sobre a ação do diabo, leia este livro sem demora, com sua Bíblia do lado.

Gostou da capa? Ela é minha!

Um comentário:

Jorge Fernandes disse...

Pr.Menga,

Ótimo livro de um calvinista sem "papas" na língua. Fitch aborda bem a questão de Deus e o Mal, e vai muito além do que a maioria dos calvinistas se arrisca a ir, ao confirmar aquilo que está expresso na Escritura: se Deus não fez o mal, quem fez? Isso nos levaria a uma idéia do mal como uma força autocriada, ou de um "outro" deus que o criasse.
Porém, a Escritura é clara em afirmar que Deus criou o mal, assim como satanás e seus demônios, o pecado, e tudo o mais que existe no universo (seja material ou espiritual). Não há outro deus, apenas o único Deus vivo e santo.
Apesar de Fitch dar um significado de "mistério" ao mal criado, e de usar expressões que aparentemente camuflam a verdade, como "permitir", o livro é um bom aperitivo para quem deseja entender a relação que existe entre Deus o Mal.
A tentativa de Fich é muito parecida com a de John Piper no livro "A Soberania de Deus e o Sofrimento", Ed. Cultura Cristã. Ambos explicam Deus como o criador do Mal mas, em último caso, não explicam como se processa essa relação, atribuíndo-a a um paradoxo, um mistério, e Deus não como Criador mas como permissor ou permitidor (sic).
De qualquer forma, o que dizem sem dizê-lo mas dizendo, que Deus, em última instância, é o criador do Mal, como o de tudo que existe.

Abraços.
PS: Caso se interesse em ler os meus comentários ao livro acessar http://kiestoulendo.blogspot.com/2008/12/deus-e-o-mal-relendo.html