11 de mar de 2010

REDESCOBRINDO A PALAVRA DE DEUS - 1ª parte



biblia
“Então disse o sumo sacerdote Hilquias ao escrivão Safa: Achei o livro da Lei na Casa do Senhor. Hilquias entregou o livro a Safa, e este o leu.”2 Reis 22:.8
 

A Igreja nos tempos modernos tem sido marcada pela popularização a qualquer custo do Evangelho. Seja na sua forma de culto, seja na música com o movimento Gospel, no uso desordenado dos dons do Espírito pelo chamado movimento Neopentecostal, ou ainda numa mensagem insípida e vazia das grandes verdades fundamentais da Palavra de Deus.


A história da Igreja do Senhor Jesus Cristo, tem demonstrado que os homens e os seus interesses, divergem totalmente na conduta e nas bases doutrinárias(1) estabelecidas pelo próprio Senhor Jesus e os seus apóstolos mais atuantes. 

Relembrando um pouco do passado mais remoto, quando o Senhor Deus estabeleceu as Leis e as deu a Moisés, estabeleceu assim, um novo pacto para um governo Teocêntrico (centralizado em Deus), com o Israel. Este seria para a bênção e prosperidade frente a todas as dificuldades que haveriam de enfrentar. Desta forma foi, até o momento em que a nação de Deus exigiu um rei homem, assim como o tinham as outras nações.

Vale lembrar que Israel era o centro do mundo, para onde todos os povos dirigiam suas atenções e a respeitavam pela fama que o Deus de Israel possuía. Toda a força de Israel sobre os povos pagãos em sua defesa e no estabelecimento da nação vinha diretamente de Deus, e nada se opunha a eles.

Quando o Senhor Deus estabeleceu a monarquia em Israel, pela insistência de todo o povo, iniciou-se aí uma nova fase, marcada por grandes derrotas e também vitórias frente aos povos pagãos. Este foi o tempo dos reis bons e maus, fiéis e infiéis às Leis de Deus. Homens de coração segundo o coração de Deus e homens sábios e outros não. As vitórias e derrotas estavam diretamente relacionadas com a conduta dos reis que reinavam. As vitórias marcavam os reinados segundo o coração de Deus, e as derrotas marcavam os reinados de desobediência, rebeldia e idolatria. Nesse período foram estabelecidos as Leis, os Profetas e os Salmos, cujos manuscritos eram guardados como tesouros, assim como os patriarcas desta nação especial.

Entretanto, assim como nos dias de hoje, e no decorrer da história da Igreja, os interesses dos homens, têm rompido o pacto de um governo Teocêntrico e estabelecido diariamente o governo Antropocêntrico. Como o nome diz este, voltado para o homem como o centro das atenções, com suas regras sociais, conduta moral, justiça e valores, que divergem totalmente com os estabelecidos pela Palavra de Deus. Como resultado, vê-se que a meta é a pregação daquilo que as pessoas querem ouvir, não interessando confrontá-las com o pecado e suas conseqüências, como o inferno – porque isso espanta as pessoas. A ênfase está em apresentar um “Deus” que está ao nosso serviço, e só quer resolver problemas como dinheiro, doenças, e que está em constante guerra com o diabo na luta pela nossa sobrevivência. 

Sem falar nas doutrinas da, “prosperidade, confissão positiva, maldições hereditárias e batalha espiritual”. Na música, o mundo está cada vez mais ditando o estilo das melodias, dos ritmos e das letras. Cantar a Palavra de Deus está fora de moda. Na conquista por ouvintes assíduos da “parada gospel”, tudo é válido. Neste tema teria muito a discorrer, o que ficará para outra oportunidade.
Voltando ao texto acima, vemos refletida diante de nós as razões pelas quais a Igreja de hoje estar tão fora dos princípios bíblicos: Nos dias do rei Josias que quer dizer, Jeová sara (2), que era temente a Deus e fazia o que era reto aos olhos do Senhor, havia um completo desconhecimento da existência do Livro da Lei e de seu conteúdo, até o momento que foi “achado pelo sumo sacerdote Hilquias cujo significado é, Porção de Jeová (3) .

Nos tempos dos reis anteriores, quando das derrotas diante dos povos pagãos, o culto aos ídolos destes povos acabou sendo assimilado por toda Judá e Israel, como forma de culto, o templo e todos os livros sagrados foram destruídos ou perdidos e por muito tempo não se sabia do seu conteúdo. No reinado de Josias, o templo estava sendo mais uma vez reparado, e é provável, que este livro encontrado pelo sacerdote poderia ter estado entre as paredes do templo, como era do costume da época, durante os fundamentos, e o que tudo indica, este deveria ser uma porção de Deuteronômio, sendo os capítulos 28-30, e principalmente o, 29:25-28, os que mais impressionaram o rei.

Houve por parte do representante do rei, espanto, e um relativo desprezo pelo livro encontrado, o que demonstrou uma total falta de conhecimento da importância daquele momento. Isso, claro, até o momento que foi lido ao rei Josias.

A reação do rei foi imediata e marcante. Mesmo não tendo pleno entendimento do seu significado, o rei, como no costume judeu, rasgou as suas roupas em sinal de luto e se prostrou em prantos de arrependimento. Este ordenou que se consultasse acerca daquelas palavras “em favor dele, do povo e de toda Judá”. Ele sabia que se havia acendido a Ira do Senhor sobre a nação que se tinha apartado das Palavras da Lei, por culpa de seus pais que não guardaram ao Senhor.

Era preciso ter o conhecimento do conteúdo do Livro da Lei, e saber o que, o Senhor Deus queria que se fizesse em favor de todos. O rei sabia que ali estavam as palavras de salvação e de destruição para aqueles que ouvissem. Ele sabia que o futuro estava nas mãos do Senhor e não havia tempo a perder, por isso mandou ajuntar os principais do reino e numa missão de vida e morte, deveriam descobrir qual era a vontade de Deus para as suas vidas. Era urgente que houvesse arrependimento e um retorno imediato ao Senhor Deus pelos anos de escuridão no conhecimento, pelo seu afastamento diário da presença do Altíssimo, pela troca dos princípios estabelecidos por Deus pelos princípios da vontade humana.

No entanto, era inevitável a destruição conforme as palavras da profetiza Hulda (2 Reis 22:16,17), por que deixaram ao Senhor, estabeleceram altares a ídolos, queimaram incenso e promoveram o sacrifício de crianças aos deuses. Quantas vezes deixamos de lado o Senhor, e a Sua Palavra e nos voltamos aos deuses dos interesses próprios e vontades pessoais, e ai, estamos queimando incenso e fazendo os nossos sacrifícios. Basta deixarmos de lado a Palavra de Deus para nos encontrarmos em pecado contra o Senhor, (Salmo 119:11). Nas palavras do salmista, para o Senhor, todo aquele que se desvia das Palavras da Lei é maldito e soberbo, e o Senhor os repreende severamente (Salmo 119:21). Mas aquele que anda observando a Palavra do Senhor, terá sua alma fortalecida de toda a tristeza (Salmo 119:28), e o amor e a salvação estarão constantemente sobre quem observar e amar as Escrituras, segundo a Sua promessa (Salmo 119:41). 

Por isso, as palavras da profetiza para o rei Josias, foram de benção. Ele havia se arrependido e se prostrado aos pés do Altíssimo e sobre ele não recairia a condenação. E somente após a sua morte que se daria em paz, haveria o cumprimento da condenação sobre a nação (2 Reis 22:18-20).
A Igreja do Senhor, esta revivendo os dias de Josias. Na falta de observar diariamente a Palavra de Deus, esta, vem se desviando dos princípios e dos fundamentos estabelecidos pelo Senhor. Como conseqüência, estamos vendo uma enxurrada de absurdos doutrinários, e milhões de pessoas enganadas na sua fé.

Devemos buscar ardentemente redescobrir a Palavra de Deus, e ao encontrá-la, temos que fazer como o rei Josias; “rasgar as nossas vestes” diante do Senhor, e nos arrependermos pelos dias, ou anos de total desconhecimento e desinteresse pela Sua Santa Palavra. 

Temos que parar de valorizar os obstáculos na nossa vida, e achar que somos esquecidos pelo Senhor e vivido uma vida derrotada diante dos problemas. Toda a culpa recai sobre nós, porque temos deixado para depois a leitura assídua da Palavra de Deus e a busca da Sua presença em nossas vidas.
O Senhor está voltando, o tempo que se chama hoje está se findando e nada, senão lamentos, iremos apresentar diante do Trono do Senhor.

Ao redescobrirmos a Palavra de Deus, e tomarmos conhecimento do seu conteúdo, recairão sobre nós a Sua benção e as promessas de vida que o Senhor tem. E seremos bem-aventurados por guardarmos os Seus estatutos (Salmo 119:2).
___________________________________________

(1) O Senhor Jesus Cristo é a pedra principal sobre o qual foram estabelecidos os fundamentos da Igreja (Efésios 2: 20) Estes fundamentos são as regras de conduta de Fé e Prática da Igreja, sendo que todas estas regras espelham-se na vida e obra do Senhor Jesus Cristo. No texto de Efésios 4: 13, assim como em muitos outros exemplos, estão os fundamentos para a vida do cristão. Além do que, no ministério do Senhor Jesus, está estabelecida toda obra da Igreja, como: Graça Redentora e Expiação pelos pecados (evangelismo), Perdão, Comunhão e a Conduta na vida.

(2) Para isso foi estabelecido o rei Josias, para ser um instrumento de restauração nas mãos do Senhor Deus. Josias se dedicou em reconstruir o Templo, e Reestabelecer o culto ao Senhor, destruindo todos os ídolos e cultos aos ídolos.

(3) A parte que coube a Hilquias, foi o de encontrar o Livro da Lei e entrega-lo ao rei. Nada acontece por acaso. Mas é Deus quem desde o princípio estabeleceu todas as coisas, e tem trabalhado constantemente para que a Sua obra se cumpra no decorrer dos tempos.
_________________________________________________________
Creative Commons License
REDESCOBRINDO A PALAVRA DE DEUS by Sergio Luiz Menga is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License. Permissions beyond the scope of this license may be available at http://smenga.blogspot.com/.

Um comentário:

martins111 disse...

Seu trabalho em Jesus Cristo é maravilhoso. Você é muito importante para causa da Justiça absoluta de Jesus Cristo. Sobre esta justiça eu quero lhe falar em nome de Jesus Cristo e através do Espírito Santo Verdadeiro. Por isso com humildade eu lhe convido a entrar em meu blog e ver e se possível divulgar as revelações do Espírito Santo Verdadeiro, sobre o dilúvio de fogo. Se você já nos visitou eu agradeço de coração. Pois estamos vivenciando um memento muito sensível da palavra profética. Desde já suplico as bênçãos do Pai, do Filho e do Espírito Santo Verdadeiro sobre todo aquele que atender esse nosso chamado em nome do Senhor Jesus Cristo. Clique em martins111 - João Joaquim Martins. OU http://joaorevela.blogspot.com/ Saudações Cristãs.