1 de fev de 2010

O QUE O HOMEM PODERIA DAR EM TROCA DE SUA ALMA?

Antes de iniciar a leitura do texto com o título acima, gostaria de deixar meu parecer sobre este assunto. Primeiramente, este texto não é meu, e sua autoria exata se perdeu em meio aos bilhões de kbytes de meu computador.
Segundo, e ai vai o que penso sobre esse texto. Eu só adicionei este material ao SOBERANA GRAÇA, por uma única razão! Eu o apoio 100%.
O Tema, Evangelismo Bíblico, é um dos meus preferidos. Isso porque, e ai está a principal razão, é que vejo resgatado e incorporado ao trabalho de evangelização, que pertence a todos nós, os princípios expressos na Bíblia e a preocupação em assegurar a glória pertencente à Santa Trindade no trabalho de resgate e salvação do homem caído. Então, vamos ao texto:
10163715Você se considera uma pessoa boa segundo os padrões de Deus?

A Bíblia diz em Salmos 14:3: “Todos se desviaram, igualmente se corromperam; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer” .

Se mesmo assim se considera bom, você está sinceramente enganado a respeito do padrão de moralidade de Deus. “Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós” (I João 1:10).

Vamos fazer um pequeno teste para saber se você é uma boa pessoa aos olhos de Deus?

  1. Você já contou uma mentira?
  2. Já furtou (ex.: pirataria)?
  3. Já usou o nome de Deus em vão (isto é, sem que fosse para adorá-lo. Ex.: em substituição a uma expressão de susto).
  4. Já cometeu adultério/traição (em atitude ou em pensamento)?
  5. Já sentiu ódio de alguém (o que, segundo Jesus, equivale a um homicídio)?
PENSE BEM. Quantas vezes uma pessoa precisa cometer esses pecados para ser considerado por Deus como um mentiroso, um blasfemador, um ladrão, um adúltero ou um homicida? Uma só, não é mesmo?

E quantas vezes será que você já cometeu todos esses pecados e outros durante toda a sua vida?

Diante desse padrão, se você tivesse que enfrentar hoje o julgamento de Deus você seria considerado culpado ou inocente? Se você fosse considerado culpado, iria para o céu ou para o inferno?
Mas, você sabe o que Deus fez por você para que você não seja condenado?
A Bíblia diz: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nEle crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23).
Jesus Cristo morreu na cruz para pagar a penalidade dos seus pecados. Você cometeu um crime contra Deus cuja conseqüência era a morte (o pecado) e Jesus assumiu a punição em seu lugar.
A Bíblia é clara: “Certamente Ele tomou sobre si as nossas enfermidades (...) Ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe a paz estava sobre Ele, e pelas suas feridas fomos curados, (...) o Senhor fez cair sobre Ele a iniqüidade de todos nós” (Isaías 53:4-6).

Não se iluda!

Não há nada valioso o suficiente em você mesmo (riquezas ou obras) que seja capaz de comprar a salvação da sua alma. A Salvação é um presente de Deus para quem se arrepende e crê em Jesus. Não há nada valioso o suficiente em você mesmo (riquezas ou obras) que seja capaz de comprar a salvação da sua alma. É por isso que a Bíblia ensina: “pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:8-9).

“Arrependam-se e creiam nas boas novas” (Marcos 1:15).

Nenhum comentário: