31 de jan de 2011

Por amor a Deus ou ao dinheiro

Das últimas vezes que preguei na igreja, o tema era sempre a responsabilidade que todos nós temos de sermos testemunhas fiéis de Cristo, às pessoas que ainda não ouviram o Evangelho.

Quando se fala sobre evangelísmo pessoal ou missões, sempre escutamos todo o tipo de argumento para justificar a omissão de cada um. A falta de tempo, a falta de conhecimento, não prioritário, é para o outro fazer, etc. Tenho certeza que você já pensou em alguma desculpa parecida.

A verdade, e única verdade, é que estamos cada dia mais parecidos com a foto aí do lado. Estamos cada vez mais para pedra do que para carne.

Embrutecidos por nosso estilo de vida, nossas necessidades a serem supridas, nossas prioridades, nossos valores, etc. Olhamos para a vida e para tudo o que temos que fazer como se tudo fosse acabar aqui mesmo. Como se nada mais é importante. É, muitas vezes, necessário um "tratamento de choque" para nos mover da nossa zona de conforto em favor do outro. Como o que ocorreu no Rio de Janeiro, por exemplo.

Mesmo assim, quando os noticiários deixam de falar sobre o assunto, nossas mentes se voltam para nossas necessidades cotidianas e pronto, embrutecemos novamente.

Eu pergunto a você, e responda rápidamente: O que é mais importante para você neste vida? Seja honesto.

Assista este vídeo, e depois responda a pergunta novamente. Eu o desafio a continuar igual.

Nenhum comentário: