30 de jul de 2010

TEMPOS DIFÍCEIS

Tempos difíceis quando tentamos, pensamos, trabalhamos, mas não conseguimos sair do lugar! Parece que não vai dar. Desistir não dá! Ficar imóvel não dá! Ir pra frente não dá! Clamar, é a única solução.

Oh Deus, tem misericórdia de mim. Quem sou eu, senão alguém totalmente carente, dependente da Tua graça e misericórdia?

As lutas internas são infinitamente maiores que as externas. Luto com meus pensamentos rebeldes. Não consigo focar! Durmo pensando, acordo pensando, não paro de pensar. São tantos os pensamentos, são flashes, são coerentes, são bagunçados. O que fazer para parar com eles?

Luto com minha língua. Falo o que quero, falo como quero, falo o que acho certo! Aonde isso vai me levar? Se me levasse ao lugar certo, pelo menos? Mas não, normalmente quem fala o que quer, ouve o que não quer, dizem. Mas é verdade.

Luto com meus olhos. Olho para onde não devo olhar. Os olhos, dizem, são a janela da alma! Puxa, que profundo, mas, será que minha alma é tão visível, tão transparente? Se for, ai de mim! Mas acho, na verdade, que os olhos são a janela da alma só para mim mesmo. É isso, os olhos são a janela da alma, não para os de fora, mas para mim mesmo. Se eu estiver atento, vou perceber que quando olho o que não devo, posso ver o quanto a minha alma está suja, está confusa, está perdida!

Luto com meu coração. A Bíblia diz que o coração do homem é enganoso. É verdade. Quem pode afirmar com toda certeza, que seu coração é 100% correto, fiel, reto, puro? Ninguém. A verdade é que penso ser algo que meus atos, meus pensamentos, meus olhos, todos os meu sentidos, revelam o contrário. O que na realidade acontece, é que todos os sentidos mostram quem realmente eu sou. Meu coração, bem, ele sempre me engana!

Talvez você, se estiver lendo, se tiver alguém lendo na verdade, deve estar se perguntando, por que isso tudo? de quem é isso tudo? para quem é isso tudo?
A resposta meu querido amigo, é para mim mesmo, de mim mesmo. Mas também pode ser para você mesmo, sobre você mesmo. A verdade é que não estamos livres de nós, enquanto não estivermos cativos em Jesus, rendidos nas mãos de Deus. 

Estou falando de mim. Estou falando do que sou, do que passo, pelo que luto todos os dias. E na maior parte deles, e para a minha triste constatação, eu perco na luta.
Que dramático, que negativo! Afinal, somos mais do que vencedores, disse o Apóstolo. É verdade, mas não posso esquecer que esse mesmo Apóstolo foi aquele que disse um dia, que as coisas que ele queria fazer, o que era certo, não fazia, mas as coisas ruíns que ele não queria, estas, estavam sempre diante dele.

Bem, eu tenho uma chance, uma esperança afinal. Assim como você, e todos nós. Pois só uma coisa é garantida nesta vida, diante desta luta ferrenha. A GRAÇA maravilhosa de Deus que nos basta.

________________________________
Falo de mim neste texto, pois estou em uma batalha no preparo de mais um sermão. É sempre difícil!

2 comentários:

claudinei disse...

caro pastor menga...acho que vc me conhece como nnguém....suas palavras sairam de mim,,,e voltaram para mim...meus olhos "janelas da alma",,só enxerga ,vê, o que não deveria, e cada vez que ver, quer ver mais...estou sujo por dentro mais do que por fora...meu coração sangra dentro de mim, e caminho sozinho, ainda que sabendo que não estou sozinho. a luxuria tomou parte do meu ser. meus olhos me traem, meu coração anda mais enganoso que politico em campanha eleitoral...seu desabafo..não.... meu desabafo...obrigaopro me ouvir,,, "ler!"...abraços
N'ele em quem caminhamos ainda que não sabemos o caminho por onde ir....apenas seguindo..

Pastor Menga disse...

Caro Claudinei,

Muito obrigado por seu comentário.

Estamos juntos nessa caminhada, meu amado irmão.

Que o Senhor, seja engrandecido e exaltado sempre, mesmo em meio as nossas lutas e fraquezas.

Um forte abraço,
Pr. Menga