26 de abr de 2010

O Que JESUS Significa para Você?

Pão e água
Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” – João 4:10

Declarou-lhes pois Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede.” – João 6:35
                     ___________________
Eu me lembro bem, que no período de 1969 (quando fui alcançado pela graça soberana do Senhor), até meados de 80 (aproximadamente), que o centro das mensagens pregadas nas igrejas, era a Pessoa do Senhor Jesus, como Salvador e Senhor. Mas nesse mesmo período, a Pessoa do Senhor Deus (o Pai, criador de tudo e de todos), quase não era mencionado dentro do contexto da mensagem de salvação.

O Senhor Jesus era o centro, o amado, o noivo, o esposo. E Deus, era desconhecido, era temido, era impessoal.


Em razão disso, muitos homens de Deus, pastores, teólogos, professores de renome e peso, produziram uma quantidade enorme de literatura tratando da Pessoa de Deus, com a finalidade de suprir a doutrina incompleta reinante na época, e ao mesmo tempo, despertar a atenção do leitor, para a realidade de um Deus soberano sobre tudo e sobre todos (digamos que ainda não se atingiu este alvo por completo).

Com o passar do tempo o mundo mudou, o homem se tornou o centro das atenções e individualista. A ciência evolui (historicamente, com o projeto genoma, fincou-se um marco na história da ciência no mundo) e com isso, estabeleceu-se a condição humana como sendo o centro do universo. Ainda assim, a despeito de todos os avanços na ciência, cresce a desgraça humana. 

As guerras, os conflitos entre nações, a violência pessoal, a disseminação das drogas cada vez mais devastadoras, a desagregação familiar, a violência doméstica, e a liberação sexual. Também aumentou a fome no mundo, a concentração do dinheiro nas mãos de poucos, novas doenças e pandemias, catástrofes naturais, etc..

Como consequência disso tudo, tanto no mundo como nas igrejas, o foco virou-se agora, para a Pessoa de Deus. No mundo, as atenções voltaram-se para Deus, pois a ciência tenta provar a todo custo que Deus não existe. O mundo se volta para Deus com perplexidade, pois não entende um Deus que permite tanta desgraça.

Ao mesmo tempo, nas igrejas, as atenções se voltam para Deus, em parte pelas mesmas razões que as anteriores, mas também porque o homem tornou-se o centro. O culto centrado no homem, a evangelização tornou-se centrada no homem, e a pregação, bem, a pregação é um caso à parte que merece atenção:
A pregação de vinte e cinco anos para cá (mais ou menos), não só adquiriu a finalidade de agradar aos ouvidos e ao ego do homem, com: "Você é importante pra Deus", "Você foi feito para ser um vencedor", "Você é cabeça e não cauda", "Você é filho de Deus então tem direitos", "Suas palavras tem poder", "Você foi feito para ser rico assim como Jesus foi rico".
Como também a pregação tornou-se a ferramenta para manipular o povo, utilizando-se de supostos dons de revelação, que na verdade, nada mais é do que o uso correto de técnicas da neorolinguistica e indução.
Perdeu-se com tempo, o uso bíblico e histórico, da pregação expositiva, e adotou-se a pregação tópica. Sem uma linha teologicamente definida, e sem o uso de uma hermenêutica sadia e correta, onde entende-se a Bíblia como um todo, e auto explicada.
Assim, cada domingo um assunto diferente, sem ordem lógica, e sem sistemática. A ordem são os assuntos relacionado com o dia a dia do homem, pertinentes às suas necessidades diárias e com relevância sócio cultural.
Então, Deus tem sido apresentado como Aquele que tem a obrigação de solucionar os problemas do homem e da vida. É o Deus que cura o homem de suas enfermidades, que liberta o homem de todo tipo de males espirituais, e que restaura o homem à sua condição de direito como filho de Deus, consequentemente, sua prosperidade financeira.

Como resultado, o quadro que se apresenta hoje, é assim: Jesus e a cruz foram postos de lado. É o que trata o Dr. Michael Horton em seu livro: "O Cristianismo sem Cristo", recentemente lançado no Brasil. 

Jesus deixou de ser o centro na pregação, o centro na evangelização. A mensagem da cruz é irrelevante e fora de "moda". Não se prega mais sobre pecados e a sua consequência porque não é "politicamente correto" (o pregador que pregar sobre pecados, será repreendido pelo povo, tipo: o sr. pegou pesado hoje. Vê se pega mais leve na próxima!).

O homem não vai mais à igreja por causa de Jesus, por ser atraído à Ele. Ele vai à igreja que o recebe bem, que o ampara bem, e onde ele se sinta bem. A igreja que ele quer, é uma igreja cheia de atividades e atrações e atividades sociais, mas principalmente, onde não seja confrontado. Onde o que prevalece é o culto breve, com muita música e manifestações artísticas, e uma pregação rápida e light. E preferencialmente, a igreja sem templo, sem pastor, sem liderança formal, sem tradição.

A preocupação é tratar do homem de fora para dentro e não de dentro para fora. Daí, as igrejas sociais, cujo foco é a ação social. Prega-se o fazer a diferença na sociedade, não de dentro para fora, mas "de fora para fora".
A pregação Cristocêntrica e Bibliocêntrica, é a única que salva e transforma o homem (João 5:24). Essa transformação é radical e total. Faz o homem procurar ser parecido com Jesus (Romanos 8:29) e não moldado ao mundo mas moldado aos padrões de Deus (Tiago 1:23). É um homem que tem a preocupação de obedecer a Lei de Deus e não relativiza-la. É a pregação que faz o homem crer em um Deus trino, absoluto e soberano. Não teme a vida, o homem e o diabo. Conhece as suas limitações e busca constantemente o refúgio em Deus e busca obedecer a Cristo.
A igreja nestes dias, está em sentido contrário à esta verdade, na medida que introduz em seu seio, em sua vida e prática, o padrão do mundo. Estamos vendo o cumprimento da advertência do Apóstolo Paulo em Romanos 12:2.

Pergunta-se por que, as pessoas não respondem mais aos apelos dos púlpitos, aos apelos dos pregadores, seja ao ouvirem um sermão evangelístico, seja ao ouvir um sermão que confronta e cobra responsabilidade? 

Muitos livros têm sido escritos sobre crescimento de igreja, sobre liderança eficaz, mas nenhum ou quase nenhum tem sido escrito sobre a mornidão do povo dentro das igrejas. O Cristianismo sem Cristo (não estou falando do livro!) é a resposta.

Se eu perguntar à você aqui e agora, O Que Jesus Significa para Você? Ou ainda mais fácil, O que Jesus É para você?, qual seria a sua resposta?

ENTENDENDO O TEXTO 

Ao entrarmos no texto de João 4, um texto muito conhecido, muito pregado e estudado, digamos que um dos clássicos, vemos o Senhor Jesus tendo este encontro com a mulher samaritana. O Senhor Jesus estava na Judéia e decidiu empreender viagem para a Galiléia. 

Existiam três caminhos possíveis para chegar na Galiléia. Mas, para que se cumprisse a vontade de Deus, Ele vai pelo caminho de Samaria. No Evangelho de João, fica clara a consciência do Plano divino por parte de nosso Senhor (2:4; 7:30; 8:20; 12:23; 13:1; 14:31).

O Senhor Jesus deixa claro que a razão dEle ir para lá, é em concordância com a vontade do Pai e a Sua própria (4:34). Aliás, esta é a base de Seu Ministério conforme consta em 6:38; 5 e 17 de João.
Como uma nota, é Interessante o contraste do Ministério de Cristo na Judéia (capítulo 3) e Samaria (capítulo 4):
a. (no 3°) Jesus conversa com um homem - Nicodemos
b. (no 4°) Jesus conversa com uma mulher
c. (no 3°) Ele trata com um judeu
d. (no 4°) com uma Samaritana
e. (no 3°) com uma pessoa de princípios elevados
f. (no 4°) com um ser humano de baixa reputação
No entanto Jesus prova ser capaz de salvar a ambos!

Bem, o Senhor Jesus chega junto ao Poço de Jacó, e resolve descansar ali junto ao poço, enquanto Seus discípulos vão à cidade comprar comida (vs. 8). Observem o fato que a cidade onde foram comprar a comida era a cidade de Samaria. É quando, o Senhor tem o encontro com a mulher e lhe pede água para beber. Daí temos:

(vs.9)Então, lhe disse a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se dão com os samaritanos)?

A surpresa da mulher pelo fato de Jesus ter-lhe pedido água para beber, está ligado ao fato que, Jesus não tinha o seu próprio cântaro para tirar a água, e estaria disposto a beber do cântaro da mulher, contrariando a interpretação equivocada dos fariseus sobre a Lei da Pureza em Levíticos 15, que diz que um judeu tem que beber água de seu próprio cântaro para não se contaminar.

Interessante que a resposta que a mulher dá para Jesus, está muito parecida com a resposta que as pessoas dão hoje para Jesus. Seria algo neste sentido:
"Eu, uma mulher samaritana, sou autosuficiente, portanto, capaz de suprir a sua necessidade." (Apocalipse 3:17 - Nos faz lembrar como está a igreja hoje. Cheia dos recursos próprios, dos métodos próprios, dos instrumentos e meios próprios).
João 4:10 - "Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva."
"Eu tenho a água viva. Você tem sede"; "Você precisa do que eu tenho... para viver"; "Se você beber..."; "...se você crer em mim como aquele que sacia sua sede"; "Então você será saciada para sempre"
Como ela responde a isso?
Versículo 15 (João 4:15) - "Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água... 'então ela solta essa:' ...para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui busca-la."
O BALDE DELA ESTÁ PESADO!
  • "Eu não gosto de precisar vir aqui todos os dias para pegar água para minha casa."
  • "Eu sou obrigada a vir aqui ao meio dia (segundo a contagem de tempo judaica), quando está mais quente (ou seis horas da tarde pela contagem romana), pois a verdade, é que não posso vir quando as outras mulheres vêem buscar água, porque eu não sou bem vinda na sociedade." (16-18)·
  • "Sim, eu estou interessada na água da vida que borbulha." Sim! (Gênesis 26:19)
Muitas pessoas se tornam cristãs assim. Sabia?
Ela não se converteu. Ela está MORTA! Ela está MORTA, ela não entende, está cega.
Ela quer pegar isso e utiliza-lo para seu próprio benefício. Ela só não quer vir, e carregar o balde!!!
  • Então, se você pode levantar meu balde... minhas necessidades de saúde, riqueza e prosperidade...!
  • Se você pode fazer da divindade um meio de obter lucro...!
  • Se você pode vender a Palavra de Deus...!
Eu quero receber isso..."
  • "Eu iria para a igreja todo domingo para ter isso."
  • "Vou entrar nessa!"
"E ESTAR MORTO... E PERECER!"

*Eu espero, que vocês não estejam no número daqueles que ficam repetindo jargões religiosos, sem significado. 

Dizer: "EU RECEBI JESUS" - não significa, NADA!
Até que respondas a pergunta: "Como o QUÊ?"
  • Um hospede indesejável em sua casa, que vais envenenar?
  • Uma pessoa que você deixou entrar em sua casa, para trabalhar no encanamento? E você enfia ele ali, e não quer conversar com ele?
Há várias maneiras de "receber" Jesus, que têm ZERO, efeito na tua eternidade. Exceto deixa-la pior!
Então, a grande questão é: "Como o quê?", "Receber como o QUÊ?"

E, certamente, a resposta à esta questão é: "Recebe-Lo como Ele É! Não o que pensas que Ele é, ou como alguém te disse que Ele é, ou como gostarias que Ele fosse, mas como Ele É!

Eu te dou um versículo – entre tantos que descrevem o que Ele é. Como todos eles, quase. Mas aqui está um: João 6:35 - "Jesus disse: Eu sou o pão da vida, quem vem à mim não terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede."

"Quem crê em mim, jamais terá fome". Eu Sou o pão! Eu sou água! Se tu crês, me recebes como isso.

Me recebes como Sou. Pão para a sua alma, água para sua alma. Você tem fome? Você tem sede? Tens sede? Há! Você tem sede! Teu coração é uma fábrica de sede. Você acorda com sede, vai pra cama com sede. Dentro de você tem algo: SEDE!

Vocês estão sedentos por mil coisas. E Jesus diz: Eu sou o tipo de Ser, que, se você beber aqui (apontar para o peito), tua sede será satisfeita (Mateus 11:28). Todas elas!

Ou, "Eu sou comida, e se você comer aqui (apontar para o peito), não vais, ter isso consumindo, exigindo." Tua sede, esta te consumindo.
  • Isso está consumindo o seu casamento;
  • Está naufragando tua vida sexual;
  • Te fazendo ganancioso e desonesto no trabalho;
  • Estás controlado por ânsias e desejos.
Jesus é O Pão! Se você não O tem por comida e bebida, se você não O recebeu como o Pão da Vida, muito provavelmente, você O recebeu como um "ticket" para sair do inferno, que levas no bolso de trás, e, francamente, quando você se senta te deixa desconfortável.

Isso não é um "receber" que salva. O "receber" que salva, é crer em Jesus (João 5:24), mas não é um crer pessoal, algo que você produza ou como se diz por aí, ter "uma" fé! NÃO!
Este crer que a Bíblia fala, é resultado de uma ação livre e soberana da parte de Deus, por meio da Sua graça. Leia João 5:20,21.

Deus age, independente de nós. Não esperando de nós alguma postura ou atitude que determine a Sua benção, em nossa vida.
Visto que somos incapazes de agradar a Deus por nossa natureza pecaminosa, por nossa incredulidade e dureza de coração, Sua mão se move para nos abençoar, simplesmente pelo compromisso de AMOR que Ele (Deus) tem por Seu Filho.
É como diz a letra da linda canção de Bill e Glória Gaither, "Sinner Saved by Grace", Pecador Salvo pela Graça. 
"Como eu poderia me gabar de algo que tenho visto ou feito?
Como eu ousaria clamar como minhas as vitórias que Deus tem comquistado?
Onde eu estaria se Deus não tivesse me conduzido gentilmente até este lugar?
Estou aqui para dizer que eu sou apenas um pecador salvo pela Graça."
Ele é CRISTO! Filho de Deus!

Talvez você me diga: Ah, pastor, essa palavra não é pra mim! Eu já sou convertido! Já aceitei Jesus!
Olhe meu querido, Eu serei obrigado a te alertar, que se sua convicção de salvação é fundamentada nisso, ou no tempo de igreja que você tem, fique sabendo que talvez você possa estar indo, é, para o inferno.

Por favor, pare de pensar em si mesmo por um instante, e deixe-se começar a pensar em Cristo.
Você está imaginando como poderá cumprir todas as exigências deste mundo? Como me defender da vida, do dia a dia, das dificuldades da vida? Fique sabendo que você nunca será bom o suficiente. Nunca, nunca, nunca!

Relaxe. Você nunca será bom o suficiente. 

Sabe o que o mundo faz? Ele tira, tira e tira. Arranca de você, até a sua última gota de energia. Ele não dá trégua. Ela não pede licença, vai entrando em sua casa, e quando você se der conta, ele já se deitou na sua cama, já roubou a sua família e aí, meu querido.... Poderá ser tarde demais.
Mas deixe-me avisa-lo, que: Cristo, o Senhor, Ele é suficiente. 

Alguém que era bom e é o único. Ele morreu como um cumprimento da obediência; De tal forma que seus pecados foram levados embora. E a justiça que tanto queria foi perfeitamente entregue em Cristo, ante o Santo Juiz.

Deus olha para Ele e diz: "Eu considero que é perfeito tudo que há em Ti, meu Filho" e você, estará nEle, simplesmente, confiando nEle.

O que significa Jesus para você? Eu pergunto novamente, você conhece, não de ouvir falar, mas de caminhar e amar intimamente, a Jesus?
_____________________________________
Bibliografia 
Comentário do Novo Testamento – JOÃO – William Hendriksen – Editora Cultura Cristã
John Piper (Extrato do sermão) – Jesus satisfaz tua sede
_______________________________________________
Creative Commons License
O Que JESUS Significa para Você? by Sergio Luiz Menga is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License. Based on a work at smenga.blogspot.com.

Nenhum comentário: